sexta-feira, julho 20, 2012

Quinta da Nespereira Vineaticu

É vinho da minha terra, de Gouveia, da Serra e do Dão que é Serrano, e como tal o prazer em divulgá-lo é necessariamente maior. E que se lixem os arautos da independência, da seriedade. Não acredito nisso.


Mas reposicionemos-nos no vinho que é branco (de 2011). Custa, segundo o produtor, entre quatro a cinco euros e é resultado de uma parecia entre o encruzado e o verdelho.


É vinho fresco, com aromas e sabores secos. Possui empatia, despido de complicações e aponta para um consumo multifacetado.


E porque agradou-me, como não podia deixar de ser, aconselho que se beba desenfreadamente durante este Verão, mas arriscaria em arrecadá-lo durante um largo período. Talvez possamos ter algumas (boas) supresas.

Post Scriptum: O vinho foi oferecido pelo Produtor.

Sem comentários: