quinta-feira, maio 05, 2011

Quinta da Bica, a nobreza do Dão

Continuando na minha, só minha, rota serrana do Dão, ali entre Gouveia e Seia e longe da balbúrdia urbana, penetro por entre a grande porta que marca a jurisdição da Quinta da Bica.

As vistas são bucólicas, pintadas de verde. O tempo, aqui, parece que corre de modo diferente. Sem os ponteiros a rodar. Parados? Que seja. O gado, no prado, refastelava-se por entre as ervas frescas e carnudas. Calmaria...

Espaço imponente, edificio de matriz setecentista, cercado por árvores de porte altivo, frondoso, amparado pela serra. Tudo soa a outras épocas. Rangem sons deslocados da realidade de agora. Calma, silêncio, descrição e timbre suave.

É-se recebido pela Matricarca da família. Senhora elegante que explicou, sem enfado, a história do domínio. As palavras foram saindo, pausadamente, embebidas pelo orgulho da longa história que transporta nos ombros.

Fez-se a viagem pelo tempo. Julguei-me vestido com outros trajes, tal puto num livro de aventuras de capa e espada.

Numa varanda imponente, virada para a enorme parede de granito, somos brindados por um Touriga Nacional de 2001. Não se comercializa. São poucas garrafas. É reserva familiar. É vinho de família. Marca uma viragem, um acontecimento. Há que saber interpretá-lo. Sedoso, elegantíssimo, fino no trato. Vinho que nos leva a olhar para o horizonte. É, efectivamente, um hino de homenagem ao homem que o fez. Por isso, deste lado, também saúdo: Salut!

É Quinta que merece uma visita demorada. Certamente serão brindados com qualquer coisa. Peçam um Reserva. Não se acanhem. Pode ser o 2005, pode ser o 2004 ou o 2003. Não sairão, de lá, arrependidos.

9 comentários:

Anónimo disse...

mais uma vez a pergunta da praxe. Onde posso comprar os vinhos desta quinta? e os preços, desta vez não mencionou os preços.
cumprimentos

Pingus Vinicus disse...

Os preços andarão entre os 12-15€, sensivelmente.

Julgo que no ECI estarão disponíveis.

Antonio disse...

Ola Rui,
Estou a ver que as férias da Pascoa foram boas :)

Vi a pouco no blog do Miguel que houve um evento no Escudial sobre os vinhos do sopé da Serra, estiveste presente?

No mesmo blog vi-te numa foto na Qta de Napoles, tenho um amigo francês que la apresentou o seu vinho bairradino, Qta da Vacariça, provaste?

Abraço
Antonio

Pingus Vinicus disse...

Olá António, sim estive também presente no Escudial. Será a minha última crónica da viagem pelo Dão.

Sobre os vinhos da vacariça, devo-te dizer que gostei francamente.

João de Carvalho disse...

Pingus, gostei da serenidade vivida durante a estadia em terras do Dão vinhateiro... muito mesmo. Os vinhos foi uma feliz descoberta... foi um abrir de slots para ganhar stock... a repetir novamente com os do costume.

Rui Lourenço Pereira disse...

iuiuiui
Sobre o Dão já disse o que precisava de dizer. Adorei a descoberta. Sobre a Vacariça.............que surpresa. Pena que só venha para o mercado lá para 2023.

Pingus Vinicus disse...

Estimado Rui Lourenço, acho que o Vacariça sai para o mercado em 2013, o Reserva de 2008 :)

Antonio disse...

Sim o 2008 sai para 2013, 5 anos depuis da colheita jà que se trata de um garrafeira.

Alexandra Diogo disse...

Boa tarde,
Gostaria de saber onde posso comprar algumas garrafas de Reserva 2005 (tinto) Qt da Bica.
Tenho urgência
Obrigada
Alexandra