domingo, janeiro 31, 2010

AlmaGrande Reserva 2007


Existem vinhos que não foram desenhados para extrair grandes condiderandos. Tal facto não é, necessáriamente, negativo. Nem sempre a disposição está livre e desocupada para reflexões longas e enredadas. Precisamos é, por vezes, de aditivos suaves, capazes de acompanhar o esvaziamento da massa cinzenta. Ainda bem que existem alguém que pensa nisso. Valha-nos essa coragem.


Este AlmaGrande Reserva 2007, feito à base de Touriga Nacional, é um daqueles vinhos que cai na boca do principio ao fim, quase sem dar por isso. Gordo, tostado, limpo. Com todos os tiques modernos e actuais. Alinha pela moda. 
A combinação de aromas e sabores aponta para um consumo despreocupado e bastante urbano, isto é, passível de ser bebido num bar, ao balcão e, quem sabe, a acompanhar o galanteio (heterossexual ou homossexual - temos que acompanhar as mudanças).

Post Scriptum: Vinho enviado pelo Produtor.

1 comentário:

kuskho disse...

Provei esta semana. Bom vinho. Mas adorei o rótulo. : )