segunda-feira, março 17, 2008

Os Primos

Um Castelão (de 2001) produzido por Hero do Castanheiro no meio das areias do Poceirão. Um tinto que ronda os 4€. O rótulo dá-lhe um toque infantil, meio naife. Aparecem três putos alinhados. A fotografia agarra-nos.

Apresentava-se com muitos cheiros a encerado, com a barrica (bem) presente. Bastantes nuances fumadas faziam-me lembrar charuto, tabaco. Envolviam-se muito bem com o chocolate e com a fruta cristalizada. Uma ponta de especiaria (talvez canela) dava-lhe um ar mais exótico, mais universal. Conseguiu manter ao longo da prova (ao logo do jantar) um ar muito regila e cativante.

Os sabores revelavam uma consistência interessante. Redondos, macios, a roçar o doce. Impossível não gostar. O final largava pela boca sensações de tabaco, chocolate e fruta. Quase pecaminoso. Nota Pessoal: 14


Post Scriptum:
Não deixa de ser curioso um vinho de 2001 conseguir apresentar um interessante nível de vivacidade. Feito para agradar a gregos e a troianos e para ser bebido quase todos os dias.

1 comentário:

luis marques disse...

Olá caro Pingus, já olhei para esse vinho várias vezes. Parece-me, após ter lido as suas palavras, um vinho para beber descontraidamente mas com qualidade.

Abraço