quinta-feira, novembro 09, 2006

O Pingus GOSTOU mais destes!

São as pingas mais bem classificadas ao longo da curta existência deste Blog (oito meses). Foram aquelas que mais gostei. São as que gostaria de ter em minha casa, nas quantidades certas. Infelizmente algumas delas já não moram na minha garrafeira. Felizmente, muitas delas foram bebidas na companhia de bons amigos.
O objectivo é simplesmente agrupa-las num simples post. Servirá como um guia para os amigos: "Deixa lá ver o que ele gosta mais!"
A selecção não tem qualquer critério ou norma. Existem vinhos recentes e vinhos com alguma idade. Uns provados sozinhos, outros em provas cegas, outros ainda à balda. Cada um deles tem um link para o respectivo texto, permitindo que possam fazer uma leitura e criticar se acharem conveniente (e existe muito para criticar).
Alguns factos curiosos. Não entrou nenhum vinho do Dão. Como todos sabem é a minha região (a par do Douro). Niepoort (Douro), CampoLargo (Bairrada) e José Bento dos Santos (Estremadura) foram os arquitectos do maior número de vinhos. Do Alentejo veio um dos meus vinhos preferidos.
Douro
Bairrada
Calda Bordaleza 2004 (18)
Diga? 2004 (17,5)
Estremadura
Alentejo
Setúbal
Estrangeiros
Uma lista reduzida e simples.

13 comentários:

Anónimo disse...

Parece-me bem.
Mesmo sendo um filho do Dão, porque não aparecer nesta lista mesmo que se conheça muito bem? Um PaPe? Sei lá, as coisas boas são sempre bem vindas. :-D
Na lista da Bairrada, concordo em pleno. Até com a ordem da classificação. E esses tenho sempre na garrafeira lá de casa. ;-)

Pingus Vinicus disse...

Pois, eu percebo. Mas meti só os vinhos que estavam publicados no Blog (acho que não me escapou nada)

valtercosta disse...

É pena que de 1996 não tenha experimentado o Moscatel Roxo da Casa Agrícola Horácio Simões.
É que para mim foi o melhor moscatel roxo que provei nos últimos anos.

o avental disse...

Como esta selecção não obedece a nenhum critério, creio que não terá provado, neste espaço de tempo, bons vinhos do Dão, sobretudo da Quinta de Carvalhais e da Quinta da Pellada ( e os do Eng.º Álvaro de Castro que me dá a provar lá em Pinhanços as melhores pingas com as três marcas dele ), fora as maravilhas que por aqui se bebem sem marca.

E a propósito do Touriga Nacional extremo, ainda não bebi nenhum como os melhores que tenho bebido daqui. Talvez seja este o terroir dessa casta que, se fosse francesa, já tinha corrido mundo. Dizem que terá sido oriunda de Tourigo, um lugar da freguesia de Campo de Besteiros, Tondela.

Isto não é bairrismo, não sou da região, moro nela. Também partilho da sua opinião em preferência de regiões vinícola, Douro e Dão, por esta ordem.

PAULO SOUSA disse...

Esse Castelo d´Alba Vinhas Velhas,onde se pode adquirir e já agora qual o seu preço?

Queres provar vinhos de Toro,na próxima 4ª feira em Vila FRanca de Xira,ás 22h?

Pingus Vinicus disse...

Caro oavental, disse e muito bem: não existe nenhum critério.

De qualquer maneira pode reparar que existe um bom leque de vinhos do Dão no blog. Deve ter reparado, também, que só inclui vinhos com notas superiores a 17,5 e cujos textos se encontram publicados no blog (se calhar, este foi o único critério que tive).

Paulo, vinhos do Toro na Quarta-feira, em Vila Franca? Eu gostava, mas tenho uma reunião à noite.

PAULO SOUSA disse...

E o Castelo,quanto custa,e onde se vende?

Pingus Vinicus disse...

Desculpa Paulo. Se queres que te diga comprei o Castelo D'Alba VV no Continente a 10€. O 2003 já não deve haver, mas o 2004 é vendido nas CAV mais ou menos a esse preço. Tenho em casa a envelhecer.

PAULO SOUSA disse...

Muito obrigado e boas pingas.

Kroniketas disse...

Sim senhor, grande selecção. Realmente o Dão falta aí. Na última feira de vinhos comprei um do Álvaro Castro, simplesmente assim chamado, que pareceu promissor. Só uma pergunta: então e provas da Herdade do Peso, não há?

Pedro Sousa(PT) disse...

Bela lista!!! Daqui não provei nenhum, mas estou à espera do Altas Quintas, que mora em casa de um amigo meu, e já me prometeu que quando abrisse, eu lá estaria.
Quato ao Castelo D`Alba, não provei este, mas provei outros, e acho muita "piada" a esta marca.

Pingus Vinicus disse...

Caros amigos, se soubessem os vinhos que andam por aí e que gostaria de ter provado? Em contrapartida, provei muitos outros que os dispensaria.

Leonardo De Araujo disse...

Que inveja de vocês aí. Para tomar os mesmos vinhos aqui é uma fortuna. Taxa de importação, dois ou três intermediários pondo margem em cima.
O mesmo vinho se toma ao dobro em Euros. Pra piorar, fazendo o câmbio, o Real é mais fraco e pesa ainda mais em nosso bolso.
Pode notar que um brasileiro quando seleciona seus melhores, acaba escolhendo vinhos médios, mas de bom preço aqui, além dos melhores.
A economia tragicamente impõe aspectos do consumo.
Fica a lista como boa referência para quando eu for tomar portugueses do primeiro time.