sexta-feira, maio 05, 2006

Escolha António Saramago Alentejo 2001

Feito de um lote com Aragonês, Trincadeira e Alicante Bouschet. Tendo estagiado em pipas de carvalho francês. Com 14% de vol.
Cor concentrada, com rebordo algo tijolado.
Muito fechado no início, com o álcool aparentemente evidente. Os aromas, nesta fase inicial, reportavam-nos para um lado químico e vegetal. Foi preciso esperar mais um pouco para que surgissem sugestões de cedro, mentol e eucalipto. Neste momento, o interesse pelo vinho aumentou, dando mais vontade em cheirar e voltar a cheirar...com o natural aquecimento do vinho, a fruta surgiu juntamente com alguns couros e uma leve impressão de baunilha. O álcool é que nunca abandonou...o que foi pena!
Na boca entrava mediano, com taninos integrados no corpo. Acidez proporcionava um final refrescante, deixando na memória um rasto baunilhado e balsâmico. Não é um vinho que nos faça deixar ficar de boca aberta, mas nota-se que foi bem feito e que houve cuidado na sua concretização. Pareceu-me, também, que é capaz de evoluir bem na garrafa. Por 10€, estamos perante uma boa compra.
Nota Pessoal: 15,5

Sem comentários: